Os discípulos são o sal da terra e a luz do mundo

 

Os discípulos são o sal da terra e a luz do mundo

Texto base: Mateus 5: 13-16

 

Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. 
Mateus 5:13-16

 

Personagem: Jesus

Local: Também conhecido como Monte Eremos, fica ao noroeste do Mar da Galiléia, com vista para Cafarnaum e Tabgha. Sua forma côncava funciona como um anfiteatro natural, ampliando e projetando a voz do orador.

Época: 1º ano ministerial de Jesus.

A quem era dirigido: Aos discípulos.

Ouvintes originais: Os discípulos e muitas pessoas que vinham da Judéia, Jerusalém e da costa marítima de Tiro e Sidom.

Assunto: A mensagem “Sal e Luz” abordam os seguintes assuntos: Identidade, postura e importância dos discípulos no mundo.

 


 

O SAL

 

Em Mateus 5 do versículo 13 ao 16, Jesus após curar enfermos, assentar-se no monte e anunciar o sermão das bem aventuranças para o povo , dirige-se  agora aos discípulos e diz: “Vocês são o sal da terra e luz do mundo.”

Antes de discorrermos sobre o significado desta afirmação neste contexto, temos de entender o significado e importância do sal e depois da luz na mentalidade do povo nesta época.

A primeira menção que é feita ao sal como simbologia, está em Levítico 2:13. Deus estabeleceu que, os sacrifícios oferecidos pelo sacerdote ao SENHOR deveriam ser temperados com sal, pois aquela era a Aliança de Sal com o povo de Israel.

E todas as tuas ofertas dos teus alimentos temperarás com sal; e não deixarás faltar à tua oferta de alimentos o sal da aliança do teu Deus; em todas as tuas ofertas oferecerás sal. 
Levítico 2:13

O sal nos sacrifícios ao SENHOR simbolizavam pureza, fidelidade, santidade, ausência de corrupção e conservação espiritual.

Uma propriedade do sal bastante importante é a preservação, por exemplo, de um alimento impedindo sua decomposição.

Deus estava, com este mandamento, afirmando que aquele era um pacto de lealdade eterna entre Ele e o povo. Algo que jamais iria perecer ou se decompor.

Vejamos o versículo completo de Mateus:

…Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. 
Mateus 5:13-16.

Neste versículo, a palavra insípido provém do grego, mõrainõ: Tornar-se insípido, agir como ingênuo ou tolo, fazer tolices, perder o interesse. Derivado de mõros que significa, conversa tola, discurso vazio. Perder a essência.

Ensinando que os discípulos deveriam se manter incorruptíveis, puros, santos, não sendo tolos, lembrando-se da aliança de fidelidade de Deus, sem perder a essência e o interesse, como demonstravam os fariseus, com seus discursos vazios. Estes, não faziam diferença no mundo. Eles não prestavam pra mais nada, senão para serem lançados fora, jogados para longe como esterco, conforme a palavra grega ballõ aponta no texto.

A LUZ

Novamente, devemos olhar o que a Bíblia fala sobre a luz, como a identifica e qual sua importância, para o entendimento da passagem de Mateus.

A primeira menção da luz é feita em Gênesis 1:3:

“… E disse Deus: Haja luz; e houve luz.”

A luz é identificada diretamente em João 8:12

“… Eu sou a luz do mundo…”

E novamente em João 1: 6 a 10:  

“… Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João.
Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele.
Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz.
Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.
Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.”

Percebemos claramente que se trata de Jesus. Sendo assim, quando Jesus diz aos seus discípulos que eles eram a luz do mundo, não era um mero elogio. Ele estava confirmando sua comunhão com seus discípulos.

Jesus não estava do “lado de fora” dos discípulos, não os iluminava externamente. Mas estava tão arraigado em seus seguidores, que agora os iluminava de dentro pra fora, tomando conta do mundo ao redor.

A importância aqui é iluminar o mundo, e não se deter aos discípulos. Jesus explica como funciona isso:

“… Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. “
Mateus 5:15-16

 

Os discípulos estavam sendo encorajados a mostrar a luz através das obras. Por isso mesmo, a fé sem obras é morta. Tiago 2:17


 

Conclusão:

 

Os discípulos de Jesus são “o sal da terra”, pois têm a função de preservar o homem através da aceitação da mensagem do Evangelho de Cristo.

Este Evangelho introduzirá em suas vidas a fidelidade, santidade e pureza impedindo que essas pessoas tenham uma degradação espiritual e moral.

O discípulo de Cristo, não só tempera o mundo, mas o preserva através da pregação da Palavra e a anunciação da santidade e fidelidade do Senhor.

A Aliança de Sal: A Aliança de Salvação que nunca se corrompe.

Os discípulos são “a luz do mundo”, pois além de darem testemunho público de Jesus, a verdadeira luz, sua conduta e suas obras são condizentes com os princípios bíblicos, distinguindo-se como luzeiros num mundo de trevas: moral e espiritual.

E este é um ensinamento para a Igreja, e este ensinamento é atemporal.

 

 

Bibliografia:

 

Bíblia de Estudo “Palavras Chave: Hebraico-Grego”.

Versão: Almeida Revista e Corrigida

Editora CPAD

About these ads

4 thoughts on “Os discípulos são o sal da terra e a luz do mundo

Qual a sua opinião a respeito disso? Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s